RADAR LISBOA | PORTO

LISBOA :: ENSAIO PARA UMA CARTOGRAFIA

Captura de tela 2017-04-03 às 22.39.49

Sobre o palco, 12 atrizes desafiam-se até à superação a tocar Beethoven e a dançar peças clássicas. Mónica Calle estreia-se no Teatro Nacional D. Maria II com um exercício sobre a vida e a arte, o esforço e a dedicação. Ensaio para uma cartografia está em cena até 9 de abril.

“Esta peça resulta de um tempo estendido marcado pela partilha e pela cumplicidade entre todas estas atrizes”, sublinha Mónica Calle, apontando Ensaio como mais uma etapa numa cartografia que começou a ser traçada após a reencenação, em 2012, de A Virgem Doida, ainda no Cais do Sodré, e com os itinerantes Sete Pecados Mortais, de Brecht, em 2014. São, aliás, essas peças que começam a cimentar um elenco, tornando a chegada à Zona J de Chelas, à atual Zona Não Vigiada/Casa Conveniente, um processo para “a construção de uma família, de uma casa”, à semelhança da odisseia das duas irmãs protagonistas da peça de Brecht.

Teatro Nacional D. Maria II

Praça D. Pedro IV 1100-201 Lisboa
fonte: http://www.agendalx.pt/artigo/superando-fragilidades#.WOLAJoXbY7A

PORTO :: MACY GRAY

ImageGen.ashx

Vozes como as de Macy Gray surgem muito raramente e normalmente marcam gerações, pelo poder que carregam, pelo carácter distinto que apresentam. A de Macy, que já inspirou cinco nomeações para Grammys e atraiu efusivos aplausos de público, imprensa e pares, já foi comparada a Billie Holiday, mas na verdade é um património singular, precioso e raro que se espraiou por seis álbuns que são do melhor que a soul e o R&B deste tempo ofereceram ao mundo.

Macy Gray traz à Casa da Música não só uma longa tradição de música negra, como a sua bagagem pessoal que arrancou em 1999 com o álbum “On How Life Is” e se estende até ao novíssimo “Stripped”, um disco que mereceu os mais rasgados elogios do site de referência All About Jazz por numa época de alta tecnologia regressar à essência: um palco, uma voz cheia de alma, canções perfeitas. O paraíso pode estar mais perto do que por vezes se pensa…

Quarta, 5 abril, 21h, Sala Suggia | €35

fonte: http://www.casadamusica.com/pt/agenda/2017/04/05-abril-2017-macy-gray/?lang=pt#tab=0