RADAR LISBOA | PORTO

LISBOA :: O MAIS PROFUNDO É A PELE (Coleção de Tatuagens 1910-40)

Captura de tela 2017-04-27 às 02.39.10 Captura de tela 2017-04-27 às 02.40.05

A mais recente mostra organizada pelo MUDE – Museu do Design e da Moda – O mais profundo é a pele – é uma exposição de pele humana tatuada entre 1910 e 1940, pertencente ao espólio do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, analisada agora na perspetiva científica e médico-legal, filosófica e artística.

Os 61 frascos com fragmentos de pele humana provenientes de corpos autopsiados fazem-se acompanhar de livros de registo com o retrato sociocultural de cada indivíduo tatuado, fotografias, desenhos e a sua localização anatómica, o local, a data e os motivos da tatuagem, bem como os instrumentos de tatuagem da época.

Esta coleção de inestimável valor museológico e científico dá a conhecer, e a sentir, a vivência da Lisboa marginal e boémia e dos seus típicos bairros na primeira metade do século XX, altura em que a tatuagem se misturava com a prostituição, a marinhagem, o fado e a marginalidade.

A exposição faz ainda uma breve incursão pela atualidade, reconhecendo a tatuagem enquanto expressão artística capaz de influenciar outras áreas criativas, como o cinema, o design, a fotografia e a moda.

Rua de O Século, 65 a 99
Lisboa
Até 25 Jul/17
fonte: http://www.agendalx.pt/evento/o-mais-profundo-e-pele#.WQFKVihOA78

PORTO :: Porto Blues Fest com Homenagem a BB King

Captura de tela 2017-04-27 às 02.55.50

A primeira edição do Porto Blues Fest está marcada para 26 e 27 de maio, no Palácio de Cristal, e vai homenagear o “rei dos blues”, B. B. King, e o “maior bluesman português”, Rui Veloso.
A estreia do festival, com três concertos em dois dias, conta com a participação da filha do mítico guitarrista, compositor e cantor norte-americano, Shirley King, que tocará na Concha Acústica do Palácio de Cristal juntamente com o seu “irmão” português.
Rui Veloso era chamado “my portuguese son” por B. B. King e foi o único português que com ele tocou em palco. Shirley King, não somente por causa do pai mas também pela sua própria carreira, é apelidada como “The daughter of the Blues”.

Além deste momento alto, que acontecerá no segundo dia do novo festival, o programa, que tem o apoio da Câmara do Porto, conta com outros artistas, estando a abertura a cargo dos portugueses Delta Blues Riders, às 22 horas do dia 26 (sexta-feira). Dois dos membros da banda, Paulo Veloso (voz, harmónica, guitarra e piano) e António Ferro (baixo) tocaram com nomes como Go Graal Blues Band, Rui Veloso, Mable John, Chris Jagger, Olan Christopher Bell e Zakiya Hooke.

Os Delta Blues Riders farão uma viagem pelo universo dos blues, numa estrada de confissões, como quem se encosta ao balcão a desabafar com o barman. Neste concerto, revelam-se histórias de quem percorreu o delta do Mississipi, a Interstate 55 de New Orleans a Chicago. Pelo caminho, reviveu amores, perdeu-se em paixões, desgraçou-se no jogo, afundando-se em dívidas? Culmina na procura da rendição através do gospel ao som do órgão hammond, nos blues de uma harmónica perdida no deserto ecoando com os latidos dos coiotes errantes e ao som de uma guitarra slide.
Na mesma noite, a Concha Acústica recebe a dupla composta pelo britânico Julian Burdock e pelo espanhol Danny Del Toro. Julian Burdock foi dez vezes nomeado para os British Blues Awards, venceu o Blues & Soul Show Award for innovation 2016 e o New Brunswick Battle of the Blues 2011.
O concerto de Julian Burdock e Danny Del Toro é um caldeirão de diversidade musical, cheio de influências e estilos, desde os bottleneck blues ao funk, incluindo algumas composições originais.
A experiência Burdock/Danny Toro conta com a incrível guitarra e a voz, forte e sincera, de Julian Burdock, misturadas com a fantástica harmónica de Danny Del Toro.
Bardana & Del Toro é um duo surpreendente, cuja capacidade de eletrificar o público é única e imparável, mantendo a música pura.
No sábado, dia 27, é a vez da homenagem a B. B. King, falecido a 14 de maio de 2015 com 89 anos, para que Shirley King convidou Rui Veloso, sendo esperado um concerto para ficar na memória de todos.
O bilhete único para o festival (25 euros) já está à venda na last2ticket, na ticketline e nos postos habituais.
fonte: http://www.porto.pt/noticias/shirley-king-e-rui-veloso-inauguram-porto-blues-fest-com-homenagem-a-bb-king